Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Wolf Hall

Wolf Hall * *
(2015) 350 min (15 anos) minissérie BBC

Inglaterra - Casado há mais de 20 anos com Catarina de Aragão, e pai da princesa Mary, Henrique VIII cansou de esperar um herdeiro homem e solicitou ao Papa a anulação do matrimônio. O cardeal Wolsey, Arcebispo de York, pleiteou sua causa no Vaticano em vão, caindo em desgraça com o monarca inglês. Por indicação de Ana Bolena, sobrinha do Duque de Norfolk e candidata a nova rainha, Thomas Cromwell assume o posto de conselheiro do rei. Filho de um ferreiro, o advogado foi soldado e mercador antes de se tornar importante membro da corte. É por seus olhos que observamos os acontecimentos em “Wolf Hall”.

O nome da minissérie vem de ‘Wulfhall’, a mansão medieval da aristocrática família Seymour, onde Henrique VIII esteve hospedado em 1535. Wolf (lobo em inglês) também transmite a ideia de algo selvagem, feroz, que coincide com a maneira pela qual são representados os cortesões britânicos, defensores ávidos dos próprios interesses.

wikipedia
Thomas Cromwell tinha a fama de frio e soturno, "um homem baixo e corpulento, com um rosto largo e barbeado, cabelo cortado curto, e um pesado queixo duplo, uma boca pequena e cruel, olhos cinzentos juntos, que se moviam sem cessar sob as sobrancelhas finas" (R. B. Merriman). Assim ele surge  no quadro de Holbein, mas o roteiro de "Wolf Hall" prefere retratar o advogado como uma pessoa discreta, fiel, que não humilhava ninguém e era gentil com os personagens menos importantes da corte, ainda que para transformá-los em informantes e aliados. Sua frieza e distanciamento são justificados pelo tratamento violento que recebeu do pai.

Já o católico Sir Thomas More, o Lord Chancellor católico que preferiu a morte a reconhecer a nulidade do casamento do rei, é apresentado de modo menos simpático do que o habitual em livros e filmes.

São muitas as virtudes desta minissérie da BBC. Entre elas, destaco as locações, um roteiro excelente, elenco expressivo, figurino esplêndido e uma bela fotografia, que muitas vezes emula os quadros de Hans Holbein, artista alemão que pintou vários membros da corte de Henrique VIII.

Curiosidade
* A minissérie é uma adaptação dos dois romances de Hilary Mantel: "Wolf Hall" e "Bringing Up the Bodies". O drama apresenta 102 personagens.
telegraph

Diretor: Peter Kosminsky
Roteiro: Hilary Mantel, Peter Straughan
Musica: Debbie Wiseman
Fotografia: Gavin Finney
Designer de Produção: Pat Campbell
Diretor de Arte: Frederic Evard
Vestuário: Joanna Eatwell
Elenco: Mark Rylance, Damian Lewis, Claire Foy, Jonathan Pryce, Bernard Hill, Anton Lesser, Joanne Whalley, Jessica Raine, Kate Phillips, Thomas Brodie-Sangster, Tom Holland

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner