Lista de sugestões de filmes interessantes. Dicas de DVDs e Blu-rays encontrados nas locadoras. Cada postagem traz foto da capa, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Alexandre e o Dia Terrivel, Horrivel, Espantoso e Horroroso

Alexander and the Terrible, Horrible, No Good, Very Bad Day
(2014) 81 min (Livre)

EUA - O chefe da família Cooper está desempregado. O experiente engenheiro espacial Ben Cooper tem passado os dias no lar, cuidando do bebê do casal, enquanto a esposa Kelly trabalha longas horas numa editora de livros infantis. Seus outros filhos são Alexandre, de 11 anos, um apaixonado pela cultura australiana, além de Anthony e Emily, ambos no final da adolescência. Emily está totalmente envolvida no papel de Peter Pan na peça da escola. Anthony se divide entre a namorada Celia, os preparativos para o baile de formatura e o exame de motorista. Parece que ninguém tem tempo para ouvir Alexandre.

Na véspera de seu 12º aniversário, Alexandre Cooper acorda com chiclete grudado no cabelo. Durante a aula, na hora de escolher o tema do projeto de Geografia, ele perde a oportunidade de fazer a pesquisa sobre a Austrália, seu lugar favorito no mundo. Mas nada se compara ao desgosto de descobrir que o popular Phillip Parker vai dar uma super-festa no mesmo dia em que a sua. O melhor amigo e a garota dos sonhos de Alexandre tratam de avisá-lo que pretendem comparecer à reunião milionária de Parker. Quando conta tais infortúnios para a família, ninguém parece levá-los a sério. É então que, sozinho na cozinha, o guri coloca uma vela num pote com sorvete e deseja que, apenas por um dia, cada um dos parentes sinta na pele as desventuras que frequentemente se sucedem em sua curta vida.

E logo na manhã seguinte seu desejo começa a se realizar! O constante otimismo do chefe da família será desafiado pelos inúmeros contratempos que atormentarão cada um dos Cooper, no que parece um dia interminável.

Ainda assim, nada parece capaz de abalar o sentimento que une esse grupo simpático. Ao final do período, fica claro que o vínculo entre eles funciona como um amortecedor emocional contra o desânimo gerado por acontecimentos desagradáveis. Por isso mesmo, "Alexandre e o Dia Terrível, Horrível, Espantoso e Horroroso" é um daqueles "feel good movies" que garante um sorriso interno e a percepção de que, aconteça o que acontecer, o apoio da família e dos amigos é um porto seguro contra os inevitáveis contratempos que a vida oferece. Para mim, a festa de aniversário de Alexandre foi o momento favorito do filme.

Curiosidades:
* O caçula Trevor é interpretado por duas bebês gêmeas.

* O ator Ed Oxenbould é australiano e interpreta Alexander, um menino obcecado pela Austrália.

* O filme foi todo gravado entre Agosto e Outubro de 2013, na área de Los Angeles e no Melody Ranch, em Newhall, California.

Diretor: Miguel Arteta
Roteiro: Rob Lieber, baseado no livro de Judith Viorst
Musica: Christophe Beck
Fotografia: Terry Stacey
Design de Produção: Michael Corenblith
Diretor de Arte: Steve Christensen
Elenco: Steve Carell, Jennifer Garner, Ed Oxenbould, Dylan Mynnette, Kerris Dorsey, Elise e Zoey Vargas, Sidney Fullmer, Bella Thorne, Jennifer Coolidge, Dick van Dyke, Thunder From Down Under, Megan Mullally, Toni Trucks,
Donald Glover
Distribuidora: Disney

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

A Aldeia dos Amaldiçoados

Village of the Damned * 
(1960) 77 min (16 anos)

Inglaterra - Um pastor e seu cachorro atravessam o campo, acompanhando o pequeno rebanho de ovelhas. Passam ao lado do tratorista que revolve a terra da propriedade do professor Gordon Zellaby. Dentro da casa, o cientista acaricia a cabeça do pastor alemão de pelo claro, deitado perto da lareira. Zellaby está ligando para seu cunhado, o major Alan Bernard, quando para de falar subitamente, larga o telefone e desfalece sobre o tapete. O cão Bruno também perde os sentidos. Do lado de fora, o trator dá voltas sem controle até bater numa árvore, pois o motorista está inconsciente. Todos os moradores e animais da aldeia de Midwich estão desacordados, quando o sino da Igreja bate as 11 horas da manhã. 

O major Bernard pega seu carro e dirige em direção à vila, quando passa por um policial de bicicleta. O oficial veio indagar sobre o destino de um ônibus que nunca chegou de Midwich. Os dois vêem que o veículo saiu da estrada mais adiante. Os passageiros permanecem dentro do ônibus, mas não se movem. Ao se aproximar, o guarda desmaia. Alan entra no carro e retorna para avisar as autoridades. Notificado, o exército toma conta da situação, sem avisar a imprensa, para não causar pânico. Às 14:50 uma vaca levanta no pasto, o policial desperta, as pessoas saem do ônibus e todos acordam na pequena cidade. A situação parece ter voltado à normalidade. 

Algumas semanas depois, todas as mulheres férteis de Midwich se descobrem grávidas. Examinada com raio X, a esposa do professor Zellaby não se tranquiliza pelo fato do bebê ser perfeito. Anthea e as outras mulheres suspeitam que essas crianças não sejam filhas de seus maridos. Meses depois, elas dão à luz bebês louros de olhos estranhos. Aos 4 meses, as crianças agem como se tivessem 18. Com 1 ano de idade, o que uma aprende todas as outras sabem. Quando descobre que são capazes de ler os pensamentos e controlar a vontade alheia, o professor Gordon percebe o perigo que Midwich e o mundo estão correndo.

Assisti "A Aldeia dos Amaldiçoados" saindo da infância e o filme me impressionou muitíssimo; foi um dos poucos dos quais lembrava em detalhes, do princípio ao fim. Revi essa semana e, com exceção do exame de Raio X em mulheres grávidas, nada me pareceu inadequado ou supérfluo. A doçura dos olhos de Barbara Shelley transmite toda a perplexidade de uma mãe surpresa diante da falta de receptividade afetiva de seu pimpolho. A direção sóbria e eficiente do alemão Wolf Rilla ainda provoca suspense. "A Aldeia dos Amaldiçoados" de 1960 é um clássico. 

Curiosidade:
* As perucas louras usadas pelas crianças foram feitas de forma a parecer que elas possuíam um crânio maior do que o normal.

* A tradução do título do livro no qual o filme se inspira é "Os Cucos de Midwich". Cucos são pássaros que colocam seus ovos em ninhos de outras aves, que os criam junto com os seus. Os filhotes de cuco frequentemente matam seus companheiros de ninho para receber mais alimento e atenção dos pais adotivos.(imdb)

* O efeito sinistro que fazia brilhar os olhos das crianças, quando em uso de seus poderes, foi criado com a sobreposição da imagem do negativo sobre a pupila dos pequenos atores. "O brilho nos olhos das crianças foi um recurso inserido para o mercado americano, enquanto os ingleses ficaram com uma versão mais sutil da execução dos poderes alienígenas. É difícil imaginar o filme sem esse traço característico." ("Devo Tudo ao Cinema")

Diretor: Wolf Rilla
Roteiro: Stirling Silliphant, Wolf Rilla, Ronald Kinnoch, baseado no livro "The Midwich Cuckoos" de John Wyndham
Musica: Ron Goodwyn
Fotografia: Geoffrey Faithfull
Diretor de Arte: Ivan King
Elenco: George Sanders, Barbara Shelley, Martin Stephens, Michael Gwynn, Laurence Naismith, John Phillips
Distribuidora: Versátil

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Apenas uma Chance

One Chance
(2013) 103 min (12 anos)

Pais de Gales - Desde pequeno, quando ainda cantava no coral de meninos, Paul Potts sofria bullying e precisava correr dos valentões da sua turma. O jovem rechonchudo ainda guarda no corpo as marcas de algumas das surras que levou: um dente da frente quebrado e a cicatriz de uma chicotada com correia de bicicleta no abdômen, de autoria de Matthew, seu algoz mor. 

Como adulto, o sonho de Potts é cantar ópera, mas sua realidade é vender celulares numa loja pouco movimentada em Port Talbot. Nas horas vagas, sob o nome de "Brad", há um ano Paul conversa com "Cameron" numa sala de bate-papo na internet. Braddon, seu chefe e único amigo, encoraja-o a encontrar-se com a jovem, torcendo para que seja realmente uma moça.

"Cameron" na realidade chama-se Julie-Ann, mora em outra cidade e Paul vai recebê-la na estação de trem. Os dois se sentem à vontade desde o primeiro instante. No momento da despedida, Julz faz Paul prometer que só voltará a procurá-la depois de se inscrever num concurso de canto, cujo prêmio é uma bolsa de estudos numa escola de Veneza. Animado com o incentivo, Potts conquista a vaga e já telefona para a moça direto da cidade dos canais. A vida parece que tomou novo rumo e ele se agarra a essa chance, mas no caminho surge uma apresentação diante do famoso tenor Luciano Pavarotti, seu ídolo. Terá Paul a segurança necessária para mostrar o melhor de si?

"Apenas uma Chance" foi produzido por Simon Cowell, exigente membro do juri do programa da TV inglesa "Britain's Got Talent". O filme inspira-se em fatos da vida do candidato Paul Potts, cuja voz aparece dublando as canções para o simpático ator James Corden. Com uma noiva tão solidária, um chefe engraçado e pais muito bem interpretados por Julie Walters e Colm Meaney, fica fácil torcer pelo sucesso do candidato a cantor de ópera mais azarado do planeta. Além do competente elenco, há a bela fotografia do alemão Florian Ballhaus, enfeitando um roteiro bastante sentimental. Só faltou o verdadeiro Potts cantando para a Rainha!

Curiosidade:
* O roteiro sofreu algumas transformações para tornar a história mais atraente para o público. O pai de Paul é motorista de ônibus e não operário de uma metalúrgica.

Diretor: David Frankel
Roteiro: Justin Zackham
Musica: Theodore Shapiro
Fotografia: Florian Ballhaus (O Diabo Veste Prada, Marley & Eu, Red: Aposentados e Perigosos, A Menina que Roubava Livros)
Design de Produção: Martin Childs
Diretores de Arte: Nick Dent, James Wakefield
Elenco: James Corden, Alexandra Roach, Julie Walters, Colm Meaney, Mackenzie Crook, Valeria Bilello, Trystan Gravelle, Stanley Townsend, Jemima Rooper, Christopher Bull, Ewan Austin, Simon Cowell, Amanda Holden, Piers Morgan
Distribuidora: Diamond Films Brasil

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Uma Lição de Vida

The First Grader
(2010) 102 min (14 anos)

Eu nunca vou parar de estudar, até que eu tenha terra em meus ouvidos

silvercapas
Quênia - O locutor de uma rádio queniana anuncia que o governo prometeu educação gratuita para todos. Centenas de crianças se amontoam na porta de uma escola fundamental, em busca de uma vaga. Kimani Maruge também soube da notícia e quer estudar. Pertencente à tribo Kikuyu, Maruge fez o juramento mau-mau e lutou pela independência do Quênia contra os britânicos e seus aliados Kalenjins. O velho combatente viu a esposa e filhos serem assassinados, foi torturado, perdeu sua terra e esteve confinado em campos de prisioneiros.

Aos 84 anos o ex-guerreiro mau-mau quer aprender a ler para compreender a carta que recebeu da presidência da república. Jane Obinchu, professora e diretora da escola primária local, explica ao idoso que há poucas vagas e elas estão reservadas às crianças, que são o futuro do Quênia. Mas o idoso não desiste, ele deu tudo o que tinha para libertar o país e sente que precisa dessa oportunidade. Maruge vive assombrado por dolorosas lembranças e acredita na força transformadora da educação.

Os Kikuyus constituíam o maior grupo étnico do Quênia; ocupavam-se da agricultura e eram comerciantes astutos. Não havia escravidão entre eles, não procuravam escravos e possuíam forte senso de justiça. Os árabes que tentaram aventurar-se em terras dos kikuyus encontraram a morte rapidamente. Mesmo na velhice, Kimani Maruge teve autoridade e resiliência de sobra para enfrentar um sistema que pretendia negar-lhe a oportunidade de estudar. "Uma Lição de Vida" mostra a proveitosa troca entre o idoso e seus pequenos colegas de turma, quase 80 anos mais novos do que ele. A primeira a aproximar-se do ancião é a pequena Agnes, que manca como ele, e diz que deseja tornar-se médica quando crescer para curá-lo. Na primeira parte do filme, é preciso ter um pouco de paciência com as idas e vindas entre as lembranças do passado e o presente de Maruge. Mas nossa persistência também é recompensada.

Curiosidades:

* Kimani Maruge detém o recorde mundial do Guiness por ser a pessoa mais velha do mundo a começar a escola primária.

* Em setembro de 2005, Kimani Ng'ang'a Maruge (1920-2009) tomou um avião pela primeira vez em sua vida e voou para Nova Iorque, onde se apresentou nas Nações Unidas para falar sobre a importância da educação primária gratuita.

* Wangari Maathai foi outra queniana famosa da tribo Kikuyu. A ativista política fundou o Green Belt Movement, organização que promove o eco-turismo, combate o desmatamento e foi responsável pelo plantio de mais de 51 milhões de árvores, desde sua fundação (1977). Em 2004, Wangari tornou-se a primeira mulher africana a ganhar o Prêmio Nobel da Paz.

o Maruge real
Diretor: Justin Chadwick
Roteiro: Ann Peacock
Musica: Alex Heffes
Fotografia: Rob Hardy
Design de Produção: Vittoria Sogno
Elenco: Oliver Litondo, Naomie Harris, Tony Kgoroge, Alfred Munyua, Shoki Mokgapa, Vusumuzi Michael Kunene, Agnes Simaloi, Kamau Mbaya, Emily Njoki, Daniel Ndambuki 'Churchill'
Distribuidora: Europa Filmes

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

O Homem Mais Procurado

The Most Wanted Man *
(2014) 122 min (12 anos)

Alemanha - Um jovem de barba comprida, vestindo casaco com capuz e mochila às costas, se esgueira pelo estacionamento do aeroporto de Hamburgo. A equipe do agente de segurança Günther Bachmann entra em estado de alerta, ao identificá-lo como Issa Karpov, um muçulmano checheno, filho de pai russo. Após o 11 de setembro, homens que leem o Corão, e se ajoelham cinco vezes ao dia em direção à Meca, são considerados suspeitos. Afinal o serviço de espionagem alemão falhou em monitorar a célula terrorista da Al-Qaeda, sediada em Hamburgo, que foi responsável pelos ataques de 2001 em solo americano.

Günther tem dúvidas se Karpov é um imigrante em busca de asilo ou um jihadista pronto a cometer atos de terrorismo na Alemanha. Para descobrir suas verdadeiras intenções, os agentes permitem que se movimente livremente. Observam quando se hospeda com uma família muçulmana e quando encontra Annabel Richter, uma advogada de direitos humanos, a quem ele pede que procure o banqueiro Tommy Brue. Ao mesmo tempo, a equipe de Bachmann investiga as atividades do dr. Abdullah, um filântropo muçulmano, suspeito de transferir fundos para a Al-Qaeda.

Mas há uma outra equipe alemã interessada em Issa Karpov. Chefiado pelo oficial de segurança Dieter Mohr, o grupo quer deter o imigrante checheno imediatamente para interrogatório. Bachmann pede à chefe do serviço secreto americano que use sua influência para conter Dieter, a fim de levar adiante um habilidoso plano para pegar figuras mais graúdas na organização terrorista. Günther diz que seu objetivo é tornar o mundo um lugar mais seguro. Qual equipe levará a melhor?

"O Homem Mais Procurado" envolve, prende; é uma intriga que se constrói lentamente e evolui bem. Mas o que o distingue especialmente é o fato de ser a última colaboração completa de Philip Seymour Hoffman no cinema. Ele morreu uma semana depois da apresentação do filme no Festival de Sundance. Como ele sabe desaparecer por trás de seu personagem! Uma qualidade rara, que se expressa na criação de voz e sotaque, na postura, pausas, respiração, olhares e expressões do rosto, elaboradas para o indivíduo Günther Bachmann, e ninguém mais. Algo que também se encontra em sua parceira em "Dúvida", Meryl Streep, uma outra incorporadora de personalidades. Nem que seja como homenagem ao intérprete americano, morto em 2014, vale a pena conferir. Ele era um dos meus atores mais queridos.

Curiosidade:
* Um dos produtores do filme, Stephen Cornwell, é filho do escritor John le Carré, autor do livro "The Most Wanted Man" e muitas outras histórias de espionagem. O verdadeiro nome do escritor é David John Moore Cornwell. Ele trabalhou como cônsul e como agente para o MI5 e MI6, em Hamburgo e Berlim, nas décadas de 50 e 60.

* John le Carré pode ser visto, numa breve aparição, como o homem barbado de cabelos brancos, na cena em que Bachmann intervem numa luta no bar.

Diretor: Anton Corbijn
Roteiro: Andrew Bovell, baseado no livro de John le Carré
Musica: Herbert Grönemeyer
Fotografia: Benoît Delhomme
Design de Produção: Sebastian Krawinkel
Diretor de Arte: Sabine Engelberg
Elenco: Philip Seymour Hoffman, Rachel McAdams, Willem Dafoe, Robin Wright, Grigoriy Dobrygin, Daniel Brühl, Nina Hoss, Rainer Bock, Homayoun Ershadi, Mehdi Dehbi, Derya Alabora
Distribuidora: Paris Filmes

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

Hercules

Hercules
(2014) 98 min (12 anos)

Aprendi a amar a Mitologia Grega com Monteiro Lobato. Junto com "Reinações de Narizinho", meu outro livro favorito do escritor paulista era "Os Doze Trabalhos de Hércules". Ou Héracles, para os gregos, filho da mortal Alcmena e de Zeus, o deus que reinava no Olimpo, marido da deusa Hera. Enciumada com a infidelidade do esposo, Hera perseguiu o herói desde o berço, quando enviou duas víboras para matá-lo. Mas Hércules não era um bebê qualquer e sufocou as serpentes com as próprias mãos. Essa e outras histórias eram contadas por Iolaus, de Atenas, para convencer os ouvintes de que o guerreiro era um semi-deus invencível. 

De acordo com outra versão, Hércules comandava uma equipe de mercenários com talentos múltiplos: Além de Iolaus, seu sobrinho contador de histórias, faziam parte do grupo o profeta Amphiaraus de Argos, Autolycus de Esparta, o hábil atirador de facas, Tydeus, o feroz guerreiro de Tebas, e a amazona Atalanta, da Scythia, exímia lançadora de flechas no coração dos inimigos.

O grupo de mercenários ainda precisa de mais um trabalho antes de se aposentar. Quando estão sentados à mesa, numa taverna, são contratados por Ergenia, filha do rei da Trácia. Depois que lhe é oferecido seu peso em ouro, o herói aceita treinar as forças da Trácia para combater Rhesus e seu exército de centauros.

Na minha lembrança, a versão de Monteiro Lobato mostrava Hércules como um homem simples, dotado de força extraordinária, que foi conquistado pela turminha do Sítio do Pica-Pau Amarelo, e um tanto dominado pela esperteza da Emília. Me agradaram os primeiros minutos de filme de Brett Ratner, pareciam combinar com minha visão do herói cujas únicas armas eram a clava e a força de suas mãos. Me impressionou sobretudo o encontro com o fantástico Leão de Neméia. 

Mas, algumas piadinhas iniciais, bem ao estilo do cinema americano, me desligaram da história. Meu herói é grego! E devolvi o filme sem terminar de ver. Passadas algumas semanas, meu irmão Felippe falou do filme com entusiasmo. Voltei à locadora e me obriguei a passar da cena em que o herói faz piada ao salvar o sobrinho dos piratas que invadiram a Macedônia. Não me arrependi. Considerando que o filme nasceu de uma história em quadrinhos, fiquei mais tolerante. Se você gosta de aventura, recomendo que faça o mesmo. Dwayne Johnson superou fortes obstáculos para fazer esse filme e, como escreve o gaúcho Thomas Rodrigues Boeira (Brazilian Movie Guy), ele tem a imponência e o carisma necessários. E a fotografia de Dante Spinotti é linda demais.

Curiosidades:
blahcultural
* Dwayne Johnson foi jogador de futebol americano e lutador da WWE, onde era conhecido como "A Rocha". Pouco antes de começarem as filmagens de "Hércules", Dwayne rompeu dois tendões da bacia numa luta. Doía muito. Para reconectá-los, seria necessária uma cirurgia e depois mais um ano de recuperação. Nessa altura a equipe técnica já estava há alguns meses preparando o cenário em Budapeste. Johnson optou por fazer fisioterapia e começar as filmagens. Mas os tendões rompidos enfraqueceram a parede abdominal e, duas semanas antes das gravações, ele precisou operar 3 hérnias. Adiaram-se os trabalhos por mais duas semanas. (extras do DVD)

* No clímax do filme, há uma cena em que Hércules está preso e arrebenta as correntes apenas com a própria força dos pulsos. Para conferir realismo ao momento, Dwayne Johnson pediu que as correntes fossem de verdade. Assim foi feito, com a sequência sendo gravada oito vezes. "A Rocha" desmaiou em todas as oito. (Adorocinema)

Diretor: Brett Ratner
emertainmentmonthly
Roteiro: Ryan J. Condal e Evan Spiliotopoulos, baseado em Hercules: The Thracian Wars, de Steve Moore
Musica: Johannes Vogel, Fernando Velazquez
Fotografia: Dante Spinotti (O Dragão Vermelho, O Informante, Los Angeles - Cidade Proibida, Nell)
Design de Produção: Jean Vincent Puzos
Diretores de Arte: Robert Cowper, Jason Knox-Johnston, Tom Still, Bence Erdelyi
Elenco: Dwayne Johnson, Ian McShane, John Hurt, Rufus Sewell, Aksel Hennie, Ingrid Bolsø Berdal, Reece Ritchie, Joseph Fiennes, Tobias Santelmann, Peter Mullan, Rebecca Ferguson, Isaac Andrews
Distribuidora: Paramount e MGM

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

Garota Exemplar

Gone Girl * * 
(2014) 148 min (14 anos)

EUA - Nascida em Nova Iorque, Amy Elliott é uma jornalista bela, esguia e estudiosa. Desde cedo atingiu os padrões americanos de sucesso e seus pais fizeram muito dinheiro com livros infantis sobre a personagem exemplar "Amazing Amy". As edições venderam como água e se inspiravam em fatos melhorados da realidade de Amy. A menina jamais teve um cachorro, mas a personagem ganhou um. Se a Amy real desistiu de tocar violoncelo, a Amy ideal transformou-se numa violoncelista prodígio. 

Rand e Marybeth Elliott estavam promovendo o livro sobre o casamento de "Amazing Amy" quando o jornalista Nick Dunne pediu a mão de sua filha. O jovem casal viveu dois anos de grande paixão e companheirismo, durante os quais se comprometeu a jamais personificar o marido frio e a esposa controladora. Durante uma crise econômica, os dois perdem seus empregos e descobrem que a mãe de Nick está com câncer. Eles deixam Nova Iorque e se mudam para o Missouri, onde o jornalista torna-se proprietário de um bar, enquanto faz trabalho voluntário, dando aulas numa faculdade local. O casal perfeito. 

No dia do quinto aniversário de casamento, Nick acorda cedo e sai para passear. Na volta, encontra a porta da casa aberta, a mesinha da sala de estar tombada e vidro estilhaçado pelo chão. Sua esposa desapareceu. Nick chama a polícia, os sogros criam um site e conclamam a mídia para ajudar na busca de Amy. O desaparecimento se torna o tema obsessivo de jornais e canais de TV. Uma apresentadora de programa começa a questionar o sorriso de Nick em duas fotos, induzindo a opinião pública a desconfiar do marido. Na medida em que os dias vão passando, a verdade vai submergindo e se tornando inacessível. Quem foi o autor do diabólico plano de eliminar uma esposa no dia de suas bodas de madeira?

O diretor de "Garota Exemplar" tem atrás de si um rol respeitável de filmes de suspense (Seven, Zodíaco, Vidas em Jogo, Millenium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres). David Fincher sabe inquietar o espectador, antecipando pouco e perturbando muito. A história do casal Dunne é terrível e me fez lembrar da personagem de um livro infantil que comprei para meus filhos, há muitos anos atrás. "Super-hiper-jezebel", de Tony Ross, também contava a saga de uma menina exemplar. Mas seus destinos foram diferentes. Rosamund Pike brilha como Amy Elliott e Ben Affleck interpreta à perfeição o marido contido e atencioso. Destaque para Missi Pyle como a sorridente apresentadora que leva o público a desconfiar de Nick, encarregada de alguns dos toques de humor do filme.

Diretor: David Fincher
Roteiro: Gillian Flynn, adaptado de seu livro com mesmo nome
Musica: Trent Reznor, Atticus Ross
Fotografia: Jeff Cronenweth
Design de Produção: Donald Graham Burt
Diretor de Arte: Sue Chan, Dawn Swiderski
Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike, Tyler Perry, Carrie Coon, Kim Dickens, Patrick Fugit, Lisa Banes, David Clennon, Neil Patrick Harris, Casey Wilson, Missi Pyle
Distribuidora: Fox Filmes

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante



segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Um Sorriso tão Grande quanto a Lua

A Smile as Big as the Moon *
(2012) 90 min (Livre) feito para a TV

EUA - O treinador Michael Kersjes já está acostumado às vitórias de seu time de futebol americano nos gramados. Mas ele divide com a assistente Robynn os cuidados com uma outra turma menos vencedora, que ocupa uma sala sem janela no subsolo da escola. É um grupo de alunos com necessidades especiais, portadores de autismo, dislexia, bipolaridade, TOC, síndromes de Down e de Tourette. O horizonte para estes estudantes do segundo grau da Forest Hills Northern High School é limitado.

O clima na sala chega a ser tenso, pela falta de auto-controle dentro do próprio grupo, e pelas grosserias que os adolescentes ouvem na escola, dos alunos ditos "normais". Depois que um passeio ao planetário é interrompido por problemas de disciplina, Michael descobre que um dos garotos apanhou dezenas de brochuras sobre Space Camp, um projeto criado pela NASA para divulgar o programa espacial americano.

Space Camp foi concebido para alunos dotados, acostumados a enfrentar competições sob grande estresse, mas Michael acredita que não há nada tão desafiador quanto as batalhas diárias que seus estudantes especiais enfrentam pelo preconceito alheio. Ao lado das deficiências, esses adolescentes possuem talentos específicos, que podem ser utilizados num grupo com espírito de equipe. Para realizar o sonho de conhecer Space Camp, só lhes falta a permissão do diretor da escola, juntar US$ 50 mil dólares para a viagem, ensinar natação a quem não sabe e, sobretudo, convencer a NASA de que essa turma merece uma chance. Um dos primeiros a acreditar neste sonho é Big Dan, proprietário de uma loja de hamburguers, que emprega dois dos alunos de Michael.

"Um Sorriso tão Grande Quanto a Lua" comove pela dedicação e exemplo de liderança do técnico Michael e sua auxiliar Robynn. Quem dera houvesse mais professores assim, capazes de tornar simples as tarefas complexas, construtores da auto-estima de alunos acostumados à derrota, e incentivadores do espírito de equipe. Michael usava o exemplo de Albert Einstein para encorajar os jovens e sempre acreditou que seus cérebros responderiam ao desafio, desde que devidamente motivados. Uma beleza de história!

O filme pode ser encontrado para alugar no Guimarães Vídeo, em Laranjeiras, RJ. Ainda não está disponível para a venda.

Curiosidade:
* A historia acontece durante o período de um ano em Grand Rapids, Michigan, e no U.S. Space Camp em Huntsville, Alabama, entre 1988 e 1989.

Diretor: James Steven Sadwith
Roteiro: Thomas Rickman, baseado no livro de Michael Kersjes e Joe Layden
Musica: Mark Adler
Fotografia: Roy H. Wagner
Design de Produção: John Willett
Diretor de Arte: Brian Stultz
Elenco: John Corbett, Jessy Schram, Cynthia Watros, Logan Huffman, Breezy Eslin, Peter ten Brink, Jimmy Bellinger, Tanner Dow, Mike Pniewski, Louise Linton
Distribuidora: Focus Filmes

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O Protetor

The Equalizer *
(2014) 132 min (16 anos)

Os dois dias mais importantes da sua vida são os dias em que você nasce e o dia em que descobre por quê. (Mark Twain)

EUA - O sol nasce sobre a ponte Tobin na baía de Boston. O despertador toca no quarto, mas Robert McCall já está acordado, ele dorme pouco. No apartamento não há nada fora do lugar. Robert prepara uma vitamina de blueberry no liquidificador e termina de se vestir. Todas as tarefas são devidamente cronometradas.

McCall pega o trem e chega pontualmente ao Home Mart, loja de suprimentos para reforma do lar, onde é o empregado perfeito. Discreto, amável, bem-humorado, eficiente, responsável, procura incentivar os jovens amigos a levar uma vida saudável e a buscar a realização de seus sonhos.

À noite, Robert embrulha um saquinho de chá num guardanapo de papel, pega seu livro e caminha até Bridge Diner, uma lanchonete 24 horas, que funciona 7 dias por semana. Sentado sempre na mesma mesa, perto da janela, de costas para a parede, espera tranquilamente ser atendido. Às vezes, uma adolescente de pele clara acomoda-se no tamborete alto, junto ao balcão. Alina, ou Teri, cobre-se com um vestidinho apertado e usa uma peruca diferente a cada noite. Puxando conversa, ela pergunta sobre o andamento do livro e descobre que "O Homem e o Mar" é uma das 100 histórias que se deve conhecer antes de morrer. A mulher de Robert só chegou até a 97ª e o viúvo pretende completar a missão. A conversa costuma ser interrompida pelo telefonema do próximo cliente da jovem.

Bob mantem essa rotina trabalho-casa-lanchonete até o momento em que Alina é espancada e largada no hospital. Então, o pacato funcionário vai achar um uso mais agressivo para as ferramentas da loja de departamento, em busca de justiça e paz para seus amigos.

"O Protetor" não nos dá um segundo de sossego. Mal dá para respirar. Enquanto assistia, volta e meia pensava no quanto ia se divertir com esse thriller a mãe de uma amiga minha, senhora apaixonada por filmes de ação e pancadaria. Denzel Washington leva a sério o calmo Bob McCall e nos conquista com sua empatia pelos jovens sem rumo. A partir daí, queremos que ele quebre, prenda e arrebente qualquer valentão. Para arrematar, a lanchonete (Bridge Diner) é enquadrada de tal forma que lembra o quadro "Nighthawks", de Edward Hopper. Não tive como resistir! Só tirei uns pontinhos porque morre gente demais.

Curiosidade:
* O roteiro não mencionava detalhes da vida pessoal de Robert, então Denzel pesquisou e incorporou traços de TOC (transtorno obsessivo compulsivo) ao personagem.

* O papel de Teri foi escrito para uma atriz de 24 anos, mas Chloë Grace Moretz (1997) impressionou tanto o diretor que ele alterou o roteiro.

* Quando se encontram no restaurante, o gangster Slavi chama Robert de "dedushka", que quer dizer avô, em russo.

Diretor: Antoine Fuqua
Roteiro: Richard Wenk, baseado na série de televisão de Michael Sloan e Richard Lindheim
Nighthawks, 1942
Musica: Harry Gregson-Williams
Fotografia: Mauro Fiore (Avatar, O Reino, Gigantes de AçoA Ilha)
Design de Produção: Naomi Shohan
Diretor de Arte: David Lazan
Elenco: Denzel Washington, Chloë Grace Moretz, Marton Csokas, Johnny Skourtis, David Meunier, David Harbour, Haley Bennett, Bill Pullman, Melissa Leo, Alex Veadov, Vladimir Kulich, Anastasia Sanidopoulos Mousis, Luz Sanchez, Owen Burke
Distribuidora: Sony

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Em Segredo

In Secret *
(2013) 107 min (16 anos)

Tudo Capas
França - Thérèse é deixada pelo pai ainda pequena aos cuidados da tia, num sítio longe da cidade. A menina recebe roupas, comida e pouca atenção, pois Madame Raquin só tem olhos para Camille, o filho doentio que ela super-protege. Vendo na sobrinha um reforço como novo "anjo da guarda" do primo, ela coloca os dois para dormir no mesmo quarto, na mesma cama. Thérèse é acordada todas as noites pelos acessos de tosse de Camille. Pela manhã a jovem continua seu aprendizado de submissão e silêncio. 

Para tirar de sua cabeça a esperança de que o pai retornasse para buscá-la, a tia sentencia: - "Seu pai não voltará. Meu irmão jamais cumpriu uma promessa na vida." E a profecia se realiza. Sem ver saída, aos 21 anos, Thérèse aceita a imposição de um casamento com o primo-irmão e a mudança dos três para Paris, onde deve ajudar a tia a atender numa loja, enquanto Camille vai se empregar num escritório. 

Neste local o jovem reencontra Laurent, um antigo colega, a quem muito estimava e não tarda a convidar para as noites de quinta-feira, quando Madame Raquin costuma receber alguns amigos para jogar dominó. O ambiente é lúgubre, a conversa gira em torno de assassinatos e cadáveres, já que um dos convidados é policial, mas Laurent continua vindo. E começa a pintar o retrato de Camille e a manter um tórrido relacionamento com Thérèse. As dramáticas consequências são para os olhos de quem se animar a assistir "Em Segredo".

Que clima tenso e sinistro! Esperava algo pesado pois o filme se baseia numa história de Émile Zola, mas Jessica Lange se supera ao interpretar Madame Raquin, uma criatura controladora, que ama de paixão o filho único e teme ficar só. Jessica dá o tom de suspense ao drama, muito bem acompanhada por Tom Felton, como o filho egocêntrico, Elizabeth Olsen como Thérèse e Shirley Henderson como a tímida amiga Suzanne. "Em Segredo" é filme para ser admirado uma vez, pois só os bravos procuram reviver tanta tensão e sofrimento.
Camille e Mme. Raquin

Diretor: Charlie Stratton
Roteiro: Charlie Stratton, baseado no romance "Thérèse Raquin", de Émile Zola.
Musica: Gabriel Yared
Fotografia: Florian Hoffmeister
Design de Produção: Uli Hanisch
Diretores de Arte: Kai Koch, Jasna Dragovic, Tibor Lázár
Elenco: Jessica Lange, Elizabeth Olsen, Tom Felton, Shirley Henderson, Oscar Isaac, Matt Lucas, Mackenzie Crook, John Kavanagh
Distribuidora: Sony Pictures

*** excelente
** ótimo
* bom

Sem Asterisco - interessante
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner