Lista de sugestões de filmes interessantes. Dicas de DVDs e Blu-rays novos e antigos encontrados nas locadoras brasileiras. Cada postagem traz foto da capa, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O Misterio de Natalee Holloway

Natalee Holloway
(2009) 87 min (14 anos) feito para TV



EUA - Natalee Ann Holloway era aluna e filha modelo. Tinha boas notas e ótimo relacionamento com a família, escolheu a medicina como carreira, não bebia, pois aos 18 ainda não é permitido consumo de álcool em alguns estados americanos. Como prêmio de formatura no Ensino Médio, ganhou uma viagem de 5 dias para Aruba com sua turma do colégio. Aí soltou as amarras e divertiu-se como tantos outros jovens em férias, bebendo excessivamente, dançando em bares e boates. Na véspera da volta para casa arriscou-se e pegou carona com um rapaz local de boa aparência. As férias tão sonhadas transformaram-se em pesadelo. Elizabethy Holloway Twitty precisou esperar mais de 4 anos para ter uma idéia do destino da filha. O filme baseia-se no livro escrito pela mãe, "Loving Natalee".

Desde o desaparecimento de Natalee, Bethy tem dado palestras em escolas americanas, alertando os estudantes sobre cuidados básicos para garantir seu retorno seguro ao lar. O principal é planejar a volta cuidadosamente e não alterar o que foi combinado. Não entrar sozinho no carro de estranhos é outra, claro. Quem bebe além do seu limite, perde a capacidade de cuidar da própria segurança ou dos amigos. Isso vale para saídas em qualquer lugar do mundo.


Bethy Holloway Twitty

Natalee vivia num ambiente protegido em Mountain Brook, Alabama, entre pessoas que zelavam por seu bem-estar. Não estava preparada para conviver com personalidades predadoras ou indiferentes. Joram van der Sloot pode não ter assassinado Natalee, mas omissão de socorro já constituiria crime. Educar é difícil; prestar atenção em casos como esse ajuda pais e sociedade a preparar melhor seus jovens e instituições.

A prontidão nas buscas salva vítimas de sequestro e violência. Nos EUA e Canadá existe o Amber Alert, um projeto que notifica imediatamente a comunidade sobre o desaparecimento de crianças, através de faxes, e-mail, rádio, celulares, televisão, internet. Alcança os canais de Rádio, TV, Imprensa, Delegacias, Correio, Bombeiros, Companhias Telefônicas, Loteria Estadual, Companhias de Transporte, e público em geral. Para nós ainda é um sonho, mas exequível. O projeto americano resultou da iniciativa da mãe de Amber Hagerman, raptada no Texas em 1996, aos 4 anos de idade.



Diretor: Mikael Salomon
Roteiro: Teena Booth, baseado no livro de Beth Holloway
Música: Christopher Ward
Fotografia: Paul Gilpin
Elenco: Amy Gumenick, Jacques Strydom, Tracy Pollan, Sean Cameron Michael, Sean Higgs, Grant Show, Catherine Dent, Natasha Loring

3 comentários:

Raphael Café disse...

Olá Stella, tudo bem? Adorei o teu blog de cinema!

Sou colaborador do site cinedica.com.br e gostaríamos de comentar que no dia 17 de janeiro, as 22 horas, iremos agitar um bate papo em nosso site em função da cerimônia do globo de ouro e gostaríamos muito de contar com a presença de vocês e de seus usuários.
Nosso site é feito por amantes e para amantes da sétima arte. Somos contra a pirataria e amamos falar sobre cinema.
Dia 17 é um dia especial pois a cerimônia será mostrada ao vivo via canal TNT e não existe um lugar onde quem curte essa premiação possa debater via mensagens, os acontecimentos, ao vivo, que se seguem.
Gostaríamos de saber se você pode nos ajudar com a divulgação desta nossa iniciativa.
Nós rodamos a internet para encontrar sites interessantes e que fazem parte de nossa filosofia.
Você pode conhecer um pouco desta idéia pelo link: http://www.cinedica.com.br/filmes/cinefest.php
Desde já agradecemos e aguardamos uma resposta.

Atenciosamente, equipe CineDica.

rp@cinedica.com.br
raphaelcamacho@gmail.com

Maria José Speglich disse...

Só ontem vi o filme na TV.
Acho que a menina não era modelo. Ela fez tudo o que a mãe pediu para ela não fazer.
E pelo que vi no filme Aruba é um perigo.
Esse holandês é um serial. Isso ficou claro após ser preso por outra morte.

Stella Daudt disse...

É verdade, Maria José, Natalee parecia uma filha modelo no ambiente protegido em que vivia. Quando foi testada na realidade, esqueceu tudo o que ouvira da mãe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner