Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

domingo, 2 de agosto de 2009

Kes

Kes * *
(1969) 110 min (14 anos)


Inglaterra - Só de olhar a capa senti uma inquietação. Não recordava detalhes do filme, mas algum canto do meu cérebro guardou a lembrança da tristeza que me provocou. Não fosse a insistência de Tomás e eu não o reveria, mesmo sabendo o quanto é bom. Meu lado escapista sempre prefere lançamentos em que posso sorrir ou torcer, em suspense, por um final feliz. Mas não consigo fechar os olhos a um filme de valor, antigo ou novo. Na falta de novidades na locadora, levei "Kes" e preparei o coração.

Essa é a história de um menino cuja maior desventura não é ser pobre, mas viver numa família onde não é valorizado. Xingamentos e agressões são comuns entre a mãe, Jud, o filho mais velho, e Billy. Ridicularizado em casa, desmotivado no colégio, ele só se interessa em observar aves e treina um filhote de falcão, que batiza de Kes. Depois de entregar jornais e frequentar a escola, Billy encontra um motivo para viver, estudando e adestrando o pássaro.

Ken Loach critica o sistema autoritário do ensino na década de 60, quando ainda havia castigo corporal nas escolas européias. Lembro que fiquei chocada quando Laura, nossa sobrinha, levou um tapa no rosto de sua professora primária francesa, no início dos anos 80. Hoje a situação é bem outra, e os alunos da escola infantil mais facilmente encontrarão alguém como Poppy (Simplesmente Feliz) na sala de aula.

O diretor ingles (Meu Nome é Joe, Ventos da Liberdade) filmou em locação, com baixo orçamento e atores não-profissionais. O resultado foi notável. Todo gravado em South Yorkshire, "Kes" ganhou o BAFTA em 1970. Foi o 5º trabalho do cinegrafista Chris Menges, autor das imagens dos mais conhecidos "O Leitor", "Notas sobre um Escândalo", "Michael Collins", "A Missão". Realmente imperdível, não me arrependi. Como mãe, me deu uma vontade danada de fazer um jantar decente para o franzino Billy, remendar suas roupas, depois de obrigá-lo a tomar um banho quente com muito shampoo, esponja e sabonete.

Diretor: Ken Loach
Roteiro: Barry Hines e Ken Loach e Tony Garnett, baseado no livro de Barry Hines "A Kestrel For A Knave".
Música: John Cameron
Fotografia: Chris Menges
Elenco: David Bradley, Freddie Fletcher, Lynne Perrie, George Speed
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner