Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

sábado, 27 de novembro de 2010

Destinos Ligados

Mother and Child * *
(2009) 126 min (12 anos)



EUA, Los Angeles - Karen é uma fisioterapeuta irascível e amargurada que engravidou aos 14 e entregou a filha para adoção. Atualmente trabalha com idosos e mora com a mãe. Lidar com crianças é penoso para ela. Passa os momentos livres escrevendo longas cartas para a filha que não chegou a conhecer.

Lucy é casada e possui uma sofisticada padaria. Sente que falta uma criança em sua vida para que a felicidade seja completa, mas não poder ter filhos. A empresária convence o marido a entrar na fila de adoção.

Elizabeth é uma advogada inteligente, bonita, bem sucedida e durona. Não quer depender de ninguém e parece que muda de emprego e moradia quando ligações começam a se formar. No último trabalho envolve-se com o chefe do escritório, um viúvo com filhos criados. Como o destino há de ligar as três mulheres?

Fica logo evidente que Karen é a mãe de Elizabeth, pois o físico e as idades combinam. Pensei imediatamente: mais um desses filmes que mostram um pouco da vida de vários personagens pouco delineados que despertam pequena empatia. Como estava enganada! Eu ainda não conhecia o diretor Rodrigo García...

O diretor-escritor constrói a história de tal maneira que vamos mergulhando nas emoções dessas mulheres tão imperfeitas e humanas, mas sublimes nos seus sentimentos de maternidade. Toda mãe é louca, me dizia um velho amigo; louca de amor por seus filhos, acrescento eu. Nem sempre bem sucedidas, mas geralmente bem-intencionadas.

Annette Benning entrega-se completamente ao papel de Karen e sofre uma completa transformação frente a nossos olhos. Desempenho impressionante, merecedor de um Oscar. Todos os papéis femininos são fortes, bem desenvolvidos e interpretados, inclusive a emotiva religiosa que cuida das adoções. Desta vez os homens foram mero coadjuvantes. Nem todos apreciarão o filme.

"Tem um pouco de Manoel Carlos em Rodrigo García, não dá para negar. E esta afirmação não é jocosa, acreditem, consigo enxergar qualidades no texto do novelista brasileiro. Rodrigo García, que herdou a poesia de seu pai Gabriel García Márquez, consegue tirar de dramas familiares e situações rotineiras a sensibilidade exata para tratar de temas comuns a todo e qualquer ser humano. (...) García sensibiliza sem ser piegas, sem pairar no terreno conformista e óbvio do romantismo sobre a vida e sobre as relações familiares, trazendo para o público um quadro crível e um segundo ponto de vista sobre um tema tratado com maniqueísmo como a adoção." (seleção do texto de Wanderley Teixeira, do blog 'Raining Frogs')


Annette Benning como Karen, foto do New York Times
Diretor: Rodrigo García
Roteiro: Rodrigo García
Música: Edward Shearmor
Fotografia: Xavier Pérez Grobet
Elenco: Annette Benning, Naomi Watts, Kerry Washington, Jimmy Smits, Samuel L. Jackson, S. Epatha Merkerson, Cherry Jones, Elpidia Carrillo, Eileen Ryan, Shareeka Epps
Distribuidora: PlayArte Home Video
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner