Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

domingo, 7 de julho de 2013

O Lado Bom da Vida

Silver Linings Playbook * *
(2012) 122 min (14 anos)

EUA - Depois de cometer um ato de violência, Pat Solitano perdeu sua residência, a esposa Nikki e o emprego como professor. E ainda teve que voltar para a casa dos pais, depois de passar oito meses no Hospital Psiquiátrico de Baltimore. Cumprindo um acordo judicial, Pat não pode nem aproximar-se da ex-mulher, mas está obcecado em provar a ela que é um homem novo, mais estável e otimista. Isto seria razoável se a causa do seu descontrole não fosse justamente ter sido traído por Nikki. Mesmo assim, Pat elabora uma carta para tentar uma reconciliação. Mas como entregar a carta? Por um acaso da sorte, Solitano é apresentado a Tiffany Maxwell na casa de um amigo. Tiffany conhece Nikki e se dispõe a entregar-lhe a missiva, desde que, em troca, Pat seja seu parceiro no concurso de dança do Hotel Ben Franklin.

Tiffany também está desempregada, recuperando-se de problemas psicológicos, depois de ter perdido o marido num acidente. A jovem viúva é muito direta na sua comunicação e logo estabelece um vínculo com Pat, mas ele ainda permanece emocionalmente ligado à ex-esposa e corre o risco de perder sua chance de viver um amor sincero.

Do que eu mais gostei em "O Lado Bom da Vida" foi da sua mensagem positiva para aqueles que têm todo tipo de transtornos emocionais, depressão, ansiedade, gente que depende de Seroquel, Frontal, Rivotril, Donaren. Foi muito bom ver pessoas problemáticas se ajudando, cada uma contribuindo um pouquinho para melhorar a vida das outras. O pai de Pat também perdeu o emprego e fazia apostas na tentativa de juntar dinheiro para abrir um restaurante. Por seu temperamento explosivo, o fã dos Philadelphia Eagles foi proibido de frequentar os estádios de futebol americano. Sua esposa não o desmerece por isso. Dolores Solitano não julga o marido ou o filho, só quer sua recuperação. Para fazer o mesmo, precisamos aprender a ouvir e acreditar na capacidade de mudança da pessoa amada. Como ouvi de um jovem padre muito sábio: "Mais do que em dar, a caridade está em compreender." Coisas surpreendentes acontecem quando nos reconectamos com as pessoas.

Lógico que, além desse exercício de virtude, o filme traz um bom roteiro e ótimas interpretações do elenco. Robert De Niro está engraçado e comovente como o pai viciado em jogos, Jennifer Lawrence esbanja emoção e Bradley Cooper é um louquinho sincero e convincente. Apesar do estado de inquietação em que minhas filhas e eu ficamos a maior parte do tempo, por conta do humor explosivo dos personagens principais, "O Lado Bom da Vida" conta uma história que não podemos nos dar ao luxo de perder.

Curiosidade:
* O diretor David O. Russell se interessou pelo roteiro pelo fato de ter um filho bipolar e com transtorno obssessivo-compulsivo. O rapaz de dezessete anos frequenta uma escola especial e fez uma ponta no filme, interpretando um vizinho chato que bate na porta e pede permissão para filmar Pat Solitano.

Diretor: David O. Russell
Roteiro: David O. Russell, baseado no livro de Matthew Quick
Musica: Danny Elfman
Fotografia: Masanobu Takayanagi
Elenco: Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Jacki Weaver, Chris Tucker, Anupam kher, John Ortiz, Julia Stiles, Brea Bree
Distribuidora: Paris Filmes

*** excelente
** ótimo
* bom
Sem Asterisco - interessante
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner