Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

domingo, 13 de maio de 2012

Drive

Drive * *
(2011) 100 min (16 anos)

capasdedvd
EUA, Los Angeles - Seja dirigindo carros que capotam, em cenas de ação no cinema, como piloto de corrida, mecânico numa oficina ou motorista de assaltantes em fuga, o morador do apartamento 405 jamais perde a calma. Seu tempo parece outro, mais lento. Demora a responder e, quando o faz, comunica-se em poucas palavras. Mas na hora de agir é veloz e cirurgicamente preciso. Sua rotina não tem imprevistos. Até que ele conhece a família do apartamento 408. A suave Irene e o menino Benício também sorriem mais do que falam; mãe e filho moram sozinhos, parecem desprotegidos. E os três passam momentos agradáveis juntos, antes do marido de Irene sair da penitenciária. Inicialmente um pouco ciumento, Standard aos poucos percebe que pode confiar no vizinho e pede sua ajuda para quitar uma dívida. Tudo deveria ser resolvido rapidamente, mas imprevistos acontecem. E trazem consequências perigosas para os inocentes.

Só ao ler o blog Cultura Intratecal me dei conta da nacionalidade dinamarquesa do diretor Nicolas Winding Refn. O europeu do norte sente-se à vontade nas pausas longas, construindo cenas que se desenvolvem plenamente, tornando quase insuportável a antecipação da violência que se imagina desabará sobre os protagonistas. E a ação chega na medida certa, sem se prolongar além do necessário para causar a impressão desejada pelo diretor. Quando o filme acabou, fiquei estatelada, mirando os créditos e acompanhando a música, me sentindo ainda tensa e certa de que vi um dos melhores filmes de 2011. As cenas de violência não são tão explícitas quanto as de Quentin Tarantino, mas são fortes, preparem-se. No Dia das Mães, é o tipo de filme para agradar mães audazes e seus meninos. 

Ryan Gosling firma-se como ator versátil e convincente, criando um personagem frio, misterioso, cuja fúria eclode em segundos. Carey Mulligan é o seu contraponto, como a serena e meiga Irene. A dupla funciona bem junto e adoraria vê-los como um par romântico normal. A ótima trilha sonora enfatiza o clima meio hipnótico de certas cenas. Drive foi indicado para o Oscar de Edição de Som - o que não posso avaliar quanto aos méritos - isso é assunto para os técnicos na área. Mas tudo o mais merecia ser premiado.

Diretor: Nicolas Winding Refn
Roteiro: Hossein Amini, baseado no livro de James Sallis
Musica: Cliff Martinez
Fotografia: Newton Thomas Sigel
Elenco: Ryan Gosling, Carey Mulligan, Albert Brooks, Ron Perlman, Bryan Cranston, Christina Hendricks
Distribuidora: Imagem Filmes
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner