Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

2001 Uma Odisséia no Espaço


2001: A Space Odissey * * *
(1968) 148 min (Livre)

Há uns 3 milhões de anos, quando certo tipo de macaco era a espécie mais evoluída na terra, o contato com um monolito negro induziu-lhe o aprendizado para passar a uma nova fase. Utilizando um osso como arma, torna-se carnívoro e vence adversários, ganhando o controle de uma fonte de água. Ao comemorar, lança a nova ferramenta para o alto, marcando o início da história da humanidade. A cena é cortada para o futuro. Em 2001, uma nave percorre o universo. Envolvidos pela valsa “Danúbio Azul”, saltamos da barbárie para um mundo de elegância, beleza, refinamento. A bordo, encontram-se o dr. David Bowman, um jovem cientista que gosta de desenhar, seu colega dr. Frank Poole, três pesquisadores em estado de hibernação e o super-computador HAL 9000, que se julga infalível. A verdadeira missão da nave ainda está para ser descoberta.

Logo após o sucesso de Dr. Fantástico, Stanley Kubrick começou a pensar numa história grandiosa sobre a origem e o futuro da humanidade. Ainda hoje, para muitas pessoas, “2001: uma odisséia no espaço” é o maior filme de ficção científica de todos os tempos. Seu visual é surpreendentemente atual. Quando foi feito (1967), o homem não tinha chegado à lua ou visto a terra do espaço. Os contatos de Stanley (através de Arthur Clarke) com a NASA facilitaram o acesso privilegiado a mais moderna tecnologia disponível na construção do hardware espacial. Foi o primeiro filme de ficção científica levado a sério.

Consultores cuidaram para que cada detalhe fosse legítimo. Todos os elementos da nave Discovery tinham que ser exatos e aprovados pelo melhor conhecimento científico da época. Foi também o auge dos efeitos especiais tradicionais; mas é a idéia por trás de tudo que o torna um filme único e especial. Muitas coisas são deixadas inexplicadas e estimulam, desde então, o debate sobre seu significado.

O maior elogio ao filme talvez tenha vindo dos astronautas que pousaram na lua, em 1969. Segundo Roger Ebert, crítico de cinema, eles comentaram:
“É como em 2001!”

Vale a pena alugar o novo DVD duplo, porque traz extras imperdíveis.

Diretor: Stanley Kubrick
Roteiro: Arthur C. Clarke & Stanley Kubrick, baseado no conto “The Sentinel of Eternity”, de Arthur C. Clarke
Fotografia: Geoffrey Unsworth
Elenco: Keir Dullea, Gary Lockwood, Daniel Richter, Margaret Tyzack, Douglas Rain (voz do HAL)

Trilha Sonora:

"Also Sprach Zarathustra" de Richard Strauss

"Requiem, for Soprano, Mezzo-Soprano, 2 Mixed Choirs & Orchestra" de György Ligeti

"Lux Aeterna" de György Ligeti

"Atmospheres" de György Ligeti

"Adventures" de György Ligeti

"An der schönen, blauen Donau, op. 314 (The Blue Danube)" de Johann Strauss

"Gayane, Ballet Suite" de Aram Khachaturyan

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner