Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Alice no Pais das Maravilhas

Alice in Wonderland *
(2010) 109 min (10 anos)



Inglaterra - Alice é filha de Charles Kingsleigh, um empreendedor rico que buscava novas rotas de comércio, no século XIX. Aos 19 anos, a criativa jovem sente falta do pai encorajador. Pouco atraída pelas formalidades e etiqueta, a quase noiva Alice volta a cair na toca do coelho e acorda no reino subterrâneo da Rainha de Copas. Enquanto, na realidade, um pretendente convencido e desagradável aguarda sua decisão, no mundo dos sonhos ela pode encontrar algumas respostas sobre si mesma, enquanto ajuda o Chapeleiro Maluco e a Rainha Branca.

Quando pequena, só li uma versão adaptada das histórias de Alice. Não passei perto do original de Lewis Carroll, por isso não sei se ele faz referências à história da Inglaterra. Mas, no filme de Tim Burton, a Rainha Vermelha cortadora de cabeças me lembrou a ruiva Elizabeth I, na sua luta contra a prima Mary, rainha da Escócia. Será que é puro acaso o Chapeleiro Maluco adotar um sotaque e um saiote escocês ao final da história?

"Alice no País das Maravilhas" acontece no visual exuberante, fantástico e colorido de Tim Burton, contrastando com a pálida protagonista. Colleen Atwood criou roupas magníficas, o elenco está soberbo, inclusive os dubladores das figuras animadas, como o gato Cheshire e a Lagarta Absolem, interpretada por Alan Rickman. Todos os efeitos digitais são pertinentes, na medida. Há uns extras interessantes no DVD. Mas queria ter visto no cinema. Abstraindo uma luta no quase-fim, apreciei muito a solução final da história, bem jeitosa e simpática.

Conheço uma Alice morena, esguia, linda, reservada, meio misteriosa, também em busca de respostas sobre si mesma e o futuro. Minha Alice tem os olhos de Capitu, é apaixonada por cinema, fotografia e futebol, dona de um sorriso iluminado. Adolescentes podem ser mesmo encantadores!


A australiana Mia Wasikowska como Alice

Curiosidades:

* De acordo com Tim Burton, Mia Wasikowska foi escolhida por sua gravidade, suplantando muitas outras candidatas, inclusive Amanda Seyfried e Linsay Lohan.

* O nome do pai de Alice no filme, Charles, é uma homenagem ao autor de "Alice's Adventures in Wonderland" e "Through the Looking Glass". O verdadeiro nome de Lewis Carroll é Charles Dodgson.

* Este filme marca a 7ª vez que Johnny Depp trabalha sob a direção de Tim Burton. E a 6ª vez para Helena Bonham Carter, que é esposa do diretor.

* O Los Angeles Time publicou que Tim Burton baseou a Rainha Branca em Nigella Lawson, autora de livros de culinária que faz programas de TV.

* Acrescentei uma estrela porque gostei muito mais do filme do que da minha lembrança do livro lido na infância.

Nigella Lawson e Anne Hathaway como a Rainha Branca

Diretor:
Tim Burton
Roteiro: Linda Woolverton, baseado nos livros de Lewis Carroll
Música: Danny Elfman
Fotografia: Dariusz Wolski
Elenco: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Anne Hathaway, Marton Csokas, Crispin Glover, Tim Pigott-Smith, Lindsay Duncan, Geraldine James, Frances de La Tour (a "Martha" de "O Livro de Eli"), Jemma Powell, John Hopkins, Mairi Ella Challen (Alice aos 6 anos)
Vozes: Alan Rickman (Absolem, a lagarta azul), Michael Sheen (coelho branco), Stephen Fry (gato Cheshire), Timothy Spall (cão Bayard), Christopher Lee (Jabberwocky), Imelda Staunton (Flor Alta)
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner